Categorias
Desenvolvimento Pessoal

O que te encorajaria rumo à recolocação profissional?

Várias são as razões que levam alguém a optar por uma recolocação profissional. Seja pelo desemprego ou pela insatisfação com o emprego atual, é comum se deparar com candidatos, inclusive com bagagem considerável em suas áreas de atuação, decidindo explorar novos horizontes a partir de então. 

Normal! Afinal, somos convidados a decidir por uma faculdade muito cedo. Com certeza uma decisão feita no auge dos 17 anos não deve definir qual sua profissão pelo resto da vida. Então, recolocação profissional sempre vai existir e é muito mais comum do que se imagina.  

O que aconteceu, que fez o assunto recolocação profissional vir à tona, foi que nos últimos 3 anos o mundo passou por muitas mudanças, as quais chacoalharam o nosso jeito de viver, de pensar e, claro, acabou impactando no mercado de trabalho. 

E, embora para muitos o termo recolocação profissional possa assustar, ele não é complexo, e é isso que viemos esclarecer com esse post, para que ninguém se assuste caso queira ou esteja vivendo essa situação. 

Afinal, o que é recolocação profissional? 

Recolocação profissional é um conjunto de ações que fazem com que um profissional conquiste uma nova posição no mercado de trabalho. Os motivos são inúmeros, e é importante compreender que existem dois cenários: o de recolocação e o de realocação. 

Quando a gente fala de recolocação profissional, é aquele profissional que se encontra desempregado e está em busca de uma nova oportunidade, independente de precisar mudar de área. 

Já a realocação profissional diz respeito ao profissional que trabalha atualmente, mas está em busca de novos desafios, ou simplesmente está insatisfeito, entediado, buscando sair da sua área de conforto etc. 

Quais são os processos de uma recolocação profissional? 

O primeiro passo para uma recolocação profissional é possuir um currículo bem elaborado e um perfil compatível com as vagas às quais se candidata. O ideal é possuir, no mínimo 70% dos requisitos solicitados para uma vaga. 

Outro ponto extremamente importante é possuir um perfil no LinkedIn pois, no mesmo ritmo em que o desemprego alcançou níveis desesperadores, a plataforma alcançou patamar de “a maior rede social profissional do mundo”. Hoje, cerca de 93% das empresas usam o LinkedIn para buscar por novos profissionais, e isso é fato.  

Qual a média de tempo que um profissional leva para conseguir se recolocar profissionalmente

De acordo com pesquisas, um processo de recolocação profissional demora em média de 4 a 8 meses. Porém, devido à pandemia, esse processo pode se estender por até um ano. Mas, a partir do momento que a pessoa tem um objetivo bem definido, que ela traça metas e que ela consegue estabelecer um cronograma, torna-se possível, sim, que ela acelere o processo de recolocação profissional

Existem ferramentas que facilitam a recolocação profissional

A consultoria é, hoje, a principal ferramenta auxiliadora de uma recolocação profissional. Com a consultoria profissional o candidato tem um especialista em seu auxílio, o que é muito eficiente para auxiliá-lo a alcançar seus objetivos.  

Mas, além da consultoria, também há sites de emprego à disposição dos candidatos, como o BNE, que inclusive é parceiro da UEMP, e até redes sociais como o LinkedIn. 

Outras ferramentas importantes para o processo de recolocação profissional são as de organização de ideias, metas e planos. Aplicações como Trello, MeisterTask, Asana, ou simplesmente uma planilha do Excel, onde a pessoa seja capaz de organizar seus passos e criar um cronograma de atuação. 

Por exemplo: é comum quando candidatos buscam recolocação profissional que eles se candidatarem à inúmeras vagas e, depois não se lembrem mais delas. É aqui que entra a importância de manter tudo registrado. Dados como nome da vaga, empresa, requisitos do cargo, data da candidatura etc. A partir disso é possível analisar resultados como número de candidaturas vs. número de feedbacks – positivos e negativos –, por exemplo, e traçar um planejamento estratégico com base no seu propósito de carreira, para acelerar mais ainda o alcance dos objetivos. 

Está decidido: quero mudar de carreira! 

Que legal, então vamos juntos! Há muitas vagas no mercado para recolocação profissional, e hoje são muitos os profissionais que anseiam por novos desafios, não apenas os desempregados, e o mercado de trabalho vê a recolocação de forma bastante positiva. 

Nossa sugestão inicial é que você aproveite pra fazer os cursos de Desenvolvimento Pessoal da UEMP! No Prepare-se para o seu novo trabalho, por exemplo, a especialista em Programas de Gestão de Carreira, Keli Pires, ensina desde como elaborar um currículo e um LinkedIn completo – incluindo vídeo, storytelling e pitch de apresentação – até como se preparar para seleções e elaborarar um plano de ação para sua recolocação. 

E conta pra gente: o que te encoraja rumo à recolocação profissional? Qual o seu propósito?  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.